quarta-feira, 15 de fevereiro de 2006

Aniversário do Paraíso


[Já tive tempo para digerir a perda física do meu avô e já coloquei a cabeça de fora para voltar a apanhar o sol e respirar oxigénio. Regresso, assim, convicta de que esta foi mais uma etapa difícil de superar. Mas já que não a podemos evitar, ao menos que a vivamos com alguma consciência fria de que as coisas são mesmo assim. Não é a primeira vez que passo por esta situação, mas é a primeira vez que me sinto forte relativamente à morte.]

Passo agora para uma data importante: a de hoje.
Faz exactamente um ano que criei o Paraíso no Inferno com o intuito de partilhar parte de mim e conhecer partes de outros. Ao longo destes meses, criei elos que não pensei vir a criar nestas condições...
Fico feliz sempre que chego ao meu blog e vejo os comentários das pessoas que me estimam e têm sempre algo a partilhar. Por tudo isso, não poderia ficar indiferente.

É o Paraíso que faz anos, mas são vocês que estão de parabéns.
Que este continue a ser um ponto de encontro de pessoas, ideias e sentimentos. Porque, afinal, em qualquer inferno, há um pequeno paraíso à espreita - uma réstea de felicidade que devemos procurar e preservar. Às vezes encontra-se nos gestos, outras vezes nas simples palavras.

Muito obrigada pelo carinho de sempre, nos cem textos aqui escritos!
Vamos apagar as velas?

14 comentários :

Nekynho disse...

Parabens pelo teu paraiso. E obrigado por quereres partilha-lo connosco :o)
Baci :o)

pensdora disse...

a vida está sempre a testar-nos a pregar-nos partidas...mas temos que vencer os desafios, e as barreiras que ela nos coloca...
claro que te ajudo apagar as velas pelos parabens do teu blog...
um beijo e coragem
pensadora

Teresinha White Snow disse...

apagar as velas?!?
NAOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO please... nao apagues.. porque fica escuro e eu nao te consigo ver!!!
hihiih
agora a falar a sério nao apagues as velas, deixa elas bem acesas para iluminarem akeles que estao ainda no inferno e para os trazer para o paraiso.
bjus***************

Luz Dourada disse...

PARABÉNS CAKAU! Tens um espaço lindo, à beira mar! Que consigas sempre tratar bem dos teus jardins suspensos!

Beijinhos e abração e longa vida para o Paraíso!

Anónimo disse...

a gente só precisa entender q

Anónimo disse...

a vida é um ciclo...

te beijo

Nefertari

Alvaro Gonçalves disse...

Oi meu anjo,

PARABÉNS, sim parabéns, por tudo, primeiro por graças a Deus teres conseguido começar a superar a perda fisica de teu avô, mas acredita que que ele estará sempre contigo, para onde fores.
Segundo, parabéns por este maravilhoso paraíso que nos deixas visitar, aqui eu pelo menos encontro alguma paz quando o visito.
Felicidades.
Tem um maravilhoso fim de semana e uma semana cheia de luz em teu coração.
Bjokas mil e xi - corações.

Mikas disse...

Um grande sorriso para ti. Parabéns, a ti, a nós, ao blog, a tudo!

Beijinho grande!

Keimadela disse...

Comunicado no keimadela, aparece...bj Numenesse

Su disse...

Um ano a ler emoção e sentimento.

Tu és especial e fizeste do Paraíso, um espaço também especial.

=) Obrigado por partilhares connosco.

Um beijo & um xi coração! [*]

biga disse...

Olá! Arranjei um tempinho para fazer as minhas visitas e, qual não foi o meu espanto estavas de aniversário!!! parabéns!!! Ainda bem que vais superando a perda do teu avô, pois, a primeira pessoa de família que perdi foi o meu avô e custou-me muito a superar a sua ausência, especialmente pela pessoa que ele era. beijocas fortes deste mar distante

Periférico disse...

Querida Cakau,

cheguei atrasado, mas não queria deixar de dar os Parabéns ao primeiro aniversário do teu paraíso!:-)

beijo grande e boa semana!

Karlos Alberto disse...

E pensar que estive ausente, num momento particularmente importante e dificil !

Marian disse...

Parabens pelo blog, Cakau!
A permanencia no planeta para todos que aqui nascem, é de duraçao limitada alem de sempre trazermos bilhete de regresso com data desconhecida... importante é acrescentar ao mundo algo de positivo e se possivel sairmos mais sabios e pacificados do que entramos!
Um beijo