segunda-feira, 8 de maio de 2006

Tempo



O tempo. Esse maroto.
Brinca comigo, faz-me viver e passa por mim com tanta rapidez que nem tenho tempo para pensar nele.
Peço desculpa pela minha ausência na blogosfera. Bem vistas as coisas não tinha de pedir desculpa. As nossas vidas estão para lá do mundo virtual, mas apeguei-me tanto a vocês que sinto a vossa falta.

Deixo-vos com mais uma experiência minha. Se tiverem tempo de lê-la :)

Abri a caixa de correio. É um hábito diário. Peguei em tudo o que estava lá dentro e meti em cima da mesa da cozinha, como sempre. Primeiro, calçar os chinelos. Depois meter-me confortável e, finalmente, fazer uma triagem à correspondência.
Uma carta do banco. Uma carta da companhia telefónica. E montanhas de publicidade.
Estava a dirigir-me para o caixote do lixo quando, enquanto revirava a publicidade, vi um envelope metido lá pelo meio. Um pouco sujo, as pontas amarrotadas, mas como uma caligrafia bem legível. Beatrice Delorme B. - Grenoble. O meu coração parou umas fracções de segundo, apanhado de surpresa. Beatrice. A minha primeira penfriend dos tempos de ciclo (coisas de escola). Correspondi-me com ela durante vários anos, sem nunca a ter visto pessoalmente. Depois, houve uma pausa. Cada uma seguiu rumos diferentes e a distância imperou.
Abri o envelope. A caligrafia continuava igual. O cheiro do papel era exactamente igual ao de antigamente e por momentos julguei estar com 15 anos e com o mesmo entusiasmo dessa idade ao abrir a carta ansiada de uma amiga distante.
Devorei-a sem a mais pequena interrupção. Era uma carta leve, despreocupada, contando as últimas. Como se ainda na semana anterior tivéssemos estado juntas. Como se o tempo que passou e nos distanciou fosse uma mera ilusão dos sentidos.
Senti um vazio na barriga. Uma espécie de formigueiro desconfortável. Dei por mim a pensar nos anos que passaram sem que eu notasse grandes diferenças.
O tempo passa. Mas os sentimentos ficam. Sei que permanecem inalteráveis. Beatrice provou-mo.

Se assim não fosse, nada teria sentido.

19 comentários :

Mikas disse...

Tens razão.. O tempo passa a voar.
As coisas passam por nós a uma velocidade inacreditável.

E fica tanto por fazer, por vezes.

Beijinho *

brun0.m@rkez disse...

A quem o dizes...ainda ontem era menino sem preocupações e hoje já passo noites em claro com elas!

Vá vai lá responder-lhe... :)

**

£§TR£L|NH@ disse...

Fiquei fascinada com o texto, simplemente unico...
sao experiencias dessas que dao um rumo e um sentido a nossa vida...
um beijooo

PathyPimentinha disse...

Seu blog é muito legal!!
Vc podia me dar umas dicas, hein?!
É sério.. eu estou começando, estou tentando melhorar o meu a cada dia, e esse seu é bem o que eu tinha em mente pro blog da minha república, principalmente os menus...
Se vc não se importar, vou adicionar seu blog no meu, ok!!

Karlos Alberto disse...

Minha querida Amiga,

li-te com duas lágrimas contidas em cada cantinho dos olhos...

De alegria, de conforto !!!

As pessoas são o mais importante, as pessoas são a diferença !!!

Abraço-te .

Adryka disse...

Olá Cakauzinha é sempre bom cá vir e ver que estás bem isso é que é importante. Nem sempre temos tempo para visitar os amigos mas o bom é não os esquecer. Beijinhos querida

Estrela do mar disse...

...eu também não tenho andado na blogosfera @miga...mas hoje contrariei a disposição e vim ler-te e como sempre deparei-me com uma história que prova que quando existe amizade a sério...o tempo passa mas ela permanece intacta...e é assim que se vê realmente quem são os verdadeiros @migos...


Jinhosss pa ti catarina.

Nilson Barcelli disse...

Pois é mesmo... a amizade é exterior ao tempo.
Já tive experiências parecidas e tive sensações idênticas à tua.
E não é o facto de andares ausente que a nossa amizade, a que existe, será posta em causa.
Beijos querida amiga.

Su disse...

O tempo passa a correr, é um facto! Mas, a Beatrice provou muito bem, que o que é verdadeiro é inalterável, que podem passar dias, semanas, meses e até mesmo anos e que os sentimentos permanecem com o mesmo carinho, com o mesmo apreço, que ficaram mais reservados, porque os rumos diferentes assim o ditaram, mas... o bom de tudo permanece. Acho que durante a curta-metragem que é a vida, isso acontece imenso com as pessoas.

Cakau, um beijinho enorme, sim!?
E boa sorte para a nova etapa que se avizinha!

Ah e claro,

Um xi!

=) *

Alvaro Gonçalves disse...

Oi meu doce anjo,

Desculpas para quê?, estives-te ausente porque assim precisas-te. A única coisa é que nós e neste caso em especial, eu, senti a tua falta, mas ainda bem que não foi por nada de mau, isso é que é importante.
Adorei teu post, e o que sentis-te ao leres essa maravilhosa carta foi a prova máxima que o tempo pode passa, mas quando se é amigo de verdade o sentimento continua mesmo que passem anos.
Desejo-te um maravilhoso fim de semana e uma ainda mais gostosa semana cheia de luz em teu doce coração.
Bjokas mil e xi - corações.

Dad disse...

É verdade! Mesmo que deixemos de saber dos verdadeiros amigos durante bastante tempo, quando nos reencontramos é como se nos tivessemos visto no dia anterior.
Beijinhos para ti, Cakauzinha!

a_mais_linda disse...

as Mais fazem anos!!! vai ao nosso bog e habilita t a 1fantastico prémio!!

indie girl disse...

o tempo...exe inimigo k nos prega partidas....bjs

Alvaro Gonçalves disse...

Oi meu anjo,

Passei aqui para te ver e sentir um pouco das emoções que tu tanto transmites, pena que não estavas, porem reli tua última passagem e mais uma vez só te posso dizer que amei.
Desejo-te um maravilhoso fim de semana e uma semana cheia de luz em teu coração.
Bjokas mil e xi - corações.

João disse...

O tempo... sem duvida um elemento que nos diz tanto, que nos faz pensar, que nos cura, que nos faz sofrer, que nos faz esquecer ou lembrar...enfim uma serie de coisas inconstantes...como o próprio tempo!!

Um abraço.

Luz Dourada disse...

Olá Cakau!

Já temos saudades tuas!

Beijinho,

Alvaro Gonçalves disse...

Oi meu anjo,

Já vai longe o dia em que nos deixas-te um sorriso teu aqui, a saudade já aumentou, pois os dias passam e a tua bela presença nos faz falta deixando-nos um vazio no coração.
Espero que tudo esteja bem.
Desejo-te um maravilhoso fim de semana e uma semana cheia de luz em teu coração.
Bjokas mil e xi - corações.

mixtu disse...

e o tempo que não volta para trás...
besitos

indie girl disse...

eu tenho mts penfriends...alguns nunca amis escreveram..e deixam saudades imensas..é como se cada vez que vou ao correio fosse desta que tivesse uma carta com notícias deles..bjsss