quarta-feira, 20 de junho de 2007

Olhamos, mas não vemos.


Urge fazermos alguma coisa para salvarmos este planeta! Este é apenas mais um grito a roçar o desespero daqueles ambientalistas/cientistas que se esforçam para serem ouvidos e tudo o que lhes fazemos é virar-lhes as costas e tecermos comentários irónicos e lamentáveis do género: O que é que está este tipo para aqui a dizer? Até o mundo acabar vão passar milhares de milhões de anos. Já não vou estar cá quando o mundo acabar!

Não entendo a apatia e descontracção das pessoas perante o cenário actual. Chuvas torrenciais, ondas de calor asfixiantes, tornados gigantes, tempestades destrutivas, estações quase inexistentes, os pólos a derreterem, o nível do mar a subir, as lixeiras (ainda) a céu aberto, a incapacidade de reciclar, os recursos renováveis a esgotar, os níveis de poluição atmosférica a aumentar (bem como o Co2, efeito de estufa, raios UV, etc), as taxas de mutações genéticas a dispararem (cancro, polissemias, neoplasias e outras patologias físicas e mentais)... PAREM! Ainda há esperança, ainda há tempo de evitar uma catástrofe!

Alguém viu o filme "Day after tomorrow"? É preciso acontecer algo semelhante (quando já parece ser tarde demais) para acordarmos para a vida?
É triste. Somos inteligentes, mas não o suficiente para seguir um par de regras básicas que podem fazer a diferença entre viver saudavelmente e sobreviver sem vontade.

O Inferno é aqui. E parece que, por este andamento, vamos morrer queimados. Ou derretidos. Culpem Satanás. Na hora em que estiverem a morrer ou a ver outros morrerem, lembram-se de Deus. Nessa altura, será em vão. Analogias à parte, a verdade é que temos o mundo nas mãos e parece que não estamos minimamente preocupados com essa responsabilidade.


Reflictam.

domingo, 3 de junho de 2007

Dia de limpeza


Fiquei estática, por momentos, a olhar para o meu Paraíso. Como naqueles dias em que o nosso cérebro parece deixar de funcionar e ficamos a olhar para um vazio qualquer do universo (costumo dizer que estamos num canal aberto de pensamentos que nos conduz sempre a uma ideia de génio).

Não cheguei a ter nenhuma ideia de génio, mas fui assolada por uma vaga de inspiração e vontade e... apeteceu-me reorganizar tudo.

Vai daí, arregacei as mangas e pus mãos ao trabalho. Vocês pensam que quê? Mudar a imagem do Paraíso requer muito esforço, muita força de vontade e muita imaginação para inventar códigos html que façam algum efeito! (lol)

Resultado: é o que vocês vêem. Azul - como não podia deixar de ser. Muita frescura. Muita tranquilidade. Muita vontade de ficar por aqui.
Espero que vos apeteça regressar :)

Hope you like it!