segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Searas

Há dias recebi um email de uma senhora que acompanha o Paraíso no Inferno desde o início (já lá vão três anos e pico). Dizia a senhora que mesmo com as poucas actualizações que vou fazendo, continua a vir cá. Lamenta o facto de não ter arquivos para reler os textos anteriores. Depois de lhe ter explicado o porquê, compreendeu e sugeriu, pelo menos, aumentar o nº de textos visíveis na primeira página.

Depois de ler o simpático email e de pensar sobre o assunto, resolvi seguir a sua sugestão. E dei-me ao trabalho de ir ver as visitas que o Paraíso tem tido. Há alguns resistentes que continuam a vir a este espaço e aos quais agradeço do fundo do coração :)

Enquanto preparo uma nova história, despeço-me com este pensamento de Camilo Castelo Branco:

"Os dias prósperos não vêm por acaso. São granjeados, como as searas, com muita fadiga e com muitos intervalos de desalento."

2 comentários :

brun0.m@rkez disse...

eu também continuo a passar por cá.

*

Cachopa disse...

eu nao desde o inicio mas quase :P perdendo um ou outro texto mas la vou lendo :P concordo com a frase que deixas.t ;)