sábado, 27 de junho de 2009

Michael Jackson

Hoje não coloco imagem. Toda a gente sabe a quem pertence este nome.
Não sou de fazer homenagens. Mais depressa falaria da morte, dessa entidade absoluta e avassaladora, do que faria uma homenagem a alguém. No entanto, não posso deixar de escrever estas palavras e de demonstrar que o mundo perdeu alguém que eu admirava por várias razões. O meu mundo perdeu-o.
Ficam as recordações das músicas que eu cantarolava dia após dia, das vezes que fui apanhada em frente ao espelho a esboçar alguns passos inspirados no meu ídolo, dos recortes de revistas, dos posters colados nos cadernos diários, dos autocolantes nas mochilas, na cassete que ouvia vezes sem conta e nos sons quase guturais que pretendia imitar e fazia rir os amigos.
Graças ao Michael Jackson tenho estas maravilhosas recordações.

Só por isso, irá ficar no meu coração.

sábado, 20 de junho de 2009

Neblina


Levantou-se e abraçou o vazio característico das madrugadas sombrias. Vestiu o seu casaco e saiu para o frio matutino. O ar gélido, o orvalho e a neblina misturavam-se. Invadiram-lhe rosto e alma.
A densidade do ar não lhe permitia ver um palmo de terra à frente. Ainda assim, destemido, avançou.

Do outro lado poderia haver sol...