terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Bom ano!



O ano que termina foi um dos mais difíceis da minha existência. Foram meses de avanços e recuos, de quase desistência, de confrontos com uma série de crenças e pensamentos limitativos que me impediam de sair de um buraco negro criado para me engolir. Basicamente, foi um ano de desafios. Mas não foi pautado apenas por tristezas e sofrimentos. Também tive grandes conquistas e momentos de auto-realização que pude partilhar com muitos.
 Olho para trás, faço a minha retrospetiva pessoal e, inevitável e mentalmente, destaco uma mão cheia de pessoas que foram o meu suporte. Não há palavras para expressar o meu amor e gratidão por acreditarem em mim quando eu própria desacreditei.

Amanhã será a continuação de hoje. A continuação do ciclo. Mas há a ilusão de que tudo será melhor e, por isso, agarramo-nos a essa ilusão como se fosse uma verdade e desejamos que o novo ano nos brinde com momentos felizes. Na verdade, prometemos uma série de coisas a nós próprios que não conseguimos cumprir, mas a magia de que "tudo pode ser diferente" entusiasma-nos.

À Família, aos Amigos, aos colegas, aos conhecidos, àqueles com quem estive, àqueles com quem não estive, a todos os que, de uma forma ou de outra, fazem parte da minha vida, FELIZ 2013.

2 comentários :

Carlos Alberto disse...

Tenho saudades, de quando te visitava, me visitavas e eramos "puros de alma". Torno a tí e envio-te um abraço tão intenso quanto a saudade das emoções que experimentamos em nossas viagens virtuais, esse abraço é teu, inteiramente. Carlos Alberto.

Laura Alho disse...

Querido Carlos,
Tenho saudades :) Lembras-te de, há muitos anos atrás, te ter confidenciado um sonho? Ele está a concretizar-me... :)